Você já se perguntou o que faz o macarrão instantâneo ficar pronto em mágicos três minutinhos? Os fabricantes listam os ingredientes nas embalagens e informam a tabela nutricional, mas a menos que alguém faça um alerta, quase ninguém interpreta o que está descrito nos rótulos. Que o macarrão instantâneo é prático ninguém pode negar, e que ele não é lá a melhor opção muita gente já imaginava, mas será que ele é mesmo inofensivo assim, podendo ser uma opção para alimentação das crianças?

Muitas famílias ainda tem o hábito de consumir o macarrão instantâneo, por que as crianças adoram e pedem, ou por ser “prático”, “barato” e “rápido”. Essas qualidades todas a indústria faz questão de ressaltar, mas o que muita gente ainda não sabe é que junto com essa praticidade, vêm um preço alto a pagar, grandes defeitos que não estão descritos claramente no pacote!

Vamos começar entendendo a mágica do tempo. No processo de fabricação do macarrão instantâneo, ele primeiro é pré-cozido. Por isso, cozinha tão rápido. O problema é que, para ele ter maior tempo de prateleira, não pode ser vendido como uma massa cozida, pois estragaria muito rápido. Ele precisa perder água, e isso é feito através de fritura. Isso mesmo, você leu certo, a fritura da massa pré-cozida faz com que ela desidrate, fique seca, durinha e que mantenha seu formato depois de embalado. Especialmente por causa dessa etapa da produção, em torno de 20% do que vai para o seu prato (fora a água) é gordura.

Não quero que ninguém deixe de comer “miojo”, mas que saiba o que está ingerindo. O correto é fazermos escolhas sabendo o que estamos escolhendo. A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor fez uma pesquisa com 10 marcas de macarrão instantâneo e constatou que as quantidades de sódio e gordura desses produtos estão acima do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Alguns produtos têm cerca de cinco vezes mais gordura do que o macarrão tradicional, além de algumas marcas apresentarem também o dobro da quantidade de sódio que um adulto saudável deveria ingerir durante um dia todo. Imagine essa dosagem frequentemente oferecida a uma criança!? Não é novidade para ninguém que a alta ingestão de sódio e gordura pode trazer sérios riscos à saúde, como hipertensão, aumento nos níveis de colesterol, problemas cardiovasculares entre outros.

Se a coisa já estava ruim pro lado do macarrão instantâneo agora ela vai piorar, porque de quebra, com o macarrão frito ainda vem um sachê de tempero pronto que é um concentrado de sódio, gordura e glutamato monossódico, um aditivo alimentar muito usado pela indústria que ativa as papilas gustativas de uma forma que uma fruta ou verdura nunca ativarão. Essa sensação vicia o paladar dificultando a aceitação de comida de verdade pelas crianças, e seus efeitos vem sendo comparados com o álcool, nicotina e outras drogas.

Saber como os produtos que consumimos são feitos e quais são seus ingredientes é importante para fazermos nossas escolhas. Não quero dizer que seu filho não deve nunca comer “miojo” por ele ser uma má escolha, mas que vocês tem que saber que é um alimento rico em gordura e sódio, com quase nenhum valor nutritivo. Não é saudável o consumo frequente, mas é possível comer de vez em quando se você achar que deve, com moderação e é dessa forma que precisamos educar nossas crianças, os pais precisam explicar o que tem em cada alimento e por quais motivos ele é ou não uma boa opção.

Para quem precisa diminuir a frequência do macarrão instantâneo em casa sem aguentar choro e bico, as opções de substituição que as crianças aceitam super bem são o macarrão cabelinho de anjo e o bifum (macarrão oriental de arroz), que em questão de praticidade não tem do que reclamar.

Mas se tudo que eu trouxe ainda não te convenceu, vejamos a embalagem. Um pacotinho de “miojo” tem 2,150mg de sódio, ou seja, 90% da recomendação para um adulto. E 113% do limite máximo que uma criança de 4 a 8 anos deveria comer em um dia inteiro! Vamos escolher o que entra na rotina alimentar dos nossos filhos com consciência.

Luana Carolina S. Leite

NUTRICIONISTA GRADUADA PELA UFMS

E PÓS-GRADUANDA EM NUTRIÇÃO ESPORTIVA FUNCIONAL

FACEBOOK @luanaleitenutricionista

Sobre o Autor

Mãe apaixonada da Júlia e da Isadora, Jornalista, apaixonada pela profissão, por livros, fotografia e por seus blogs. Descobriu um mundo totalmente novo depois da maternidade, se apaixonou por ele e veio os blogs, novos trabalhos, novas paixões e uma nova e emocionante forma de ver e viver a vida.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.